Pages

domingo, 1 de novembro de 2009

Mudar... Mudança... Muda....




"Tudo é mudança; tudo cede o seu lugar e desaparece."
Eurípedes





Tudo é uma constante mudança. Na nossa vida, nada é estático. O mundo muda, eu mudo, você muda, o tempo muda. Nada permanece igual. Mas por que a mudança nos assusta tanto de vez em quando? O medo do novo, o receio do que estar por vir...

Mas a mudança é necessária. É preciso saber quando chega a hora de encerrar ciclos, terminar capítulos, concluir uma etapa da sua vida, pois é indispensável crescer e amadurecer.

Todo mundo vira a folha, todo mundo segue adiante, não podemos ficar parados. Se aquilo já não nos faz feliz hoje, mesmo que o tenha nos feito no passado, não vale a pena continuar, pois não se pode viver o presente e o passado ao mesmo tempo. Infelizmente, ou felizmente, o que passou não voltará. Não podemos ser eternamente adolescentes, não podemos ser eternamente fãs daquela banda da moda, não podemos ser estar eternamente ligados a um momento, a uma época. As coisas passam... E às vezes, o melhor que fazemos é deixar elas realmente irem embora.

Passamos a ter novos objetivos, passamos a encarar a vida com outra perspectiva, sob outro ponto de vista. Algo que era importante se torna bobo, ou o que fazíamos por prazer se torna uma tortura. Então por que permanecer inerte? Devemos encarar a mudança.

O que nos resta são as recordações dos momentos vividos, as alegrias e tristezas compartilhadas, as lágrimas e os sorrisos que nos ajudaram e nos acompanharam nessas transformações.


1 comentários:

Fernanda disse...

Realmente, tudo muda. O que apreciamos e gostamos de fazer hj talvez não será a mesma coisa que apreciaremos e gostaremos no ano seguinte. Mudar é uma consequência, imagino eu. A medida que o tempo vai passando, coisas novas vão acontecendo, surgem novos interesses, fazendo os interesses antigos se tornarem ora sem graça, ora cansativo, ora sem emoção.

Já me perguntei se estar sujeita a tantas mudanças não me torna uma pessoa superficial demais, que muda de opinião e gostos muito facilmente. Mas com o tempo compreendi que mudar é normal. O tempo passa, a gente cresce, a gente amadurece e simplesmente acompanhamos essa mudança. Entendo assim: quando eu era criança, gostava de brincar de boneca. quando entrei na adolescência, minha vontade de fazer isso sumiu completamente. Foi uma consequência da minha idade. Mudar foi normal. Mudar é normal.

Mudar é bom, às vezes. Desde que essas mudanças, obviamente, não mudem tbm o caráter, a personalidade e a essência da pessoa.